Abrir uma Conta Iniciar sessão
  • A
  • B
  • C
  • D
  • E
  • F
  • G
  • H
  • I
  • K
  • L
  • M
  • N
  • O
  • P
  • R
  • S
  • T
  • U
  • V
A
AJUSTE

É normalmente uma ação oficial para mudar as políticas económicas internas para corrigir um desequilíbrio de pagamento ou a taxa de câmbio oficial.

ALAVANCAGEM

O uso de uma margem para negociar com uma base de capital maior. A alavancagem é uma faca de dois gumes, claro, uma vez que pode aumentar significativamente os seus ganhos, mas também as suas perdas.

ANÁLISE FUNDAMENTAL

Análise minuciosa dos dados económicos e políticos com o objetivo de determinar futuros movimentos num mercado financeiro.

ANÁLISE TÉCNICA

Um esforço para prever a atividade futura do mercado através da análise de dados como gráficos, tendências de preço e volume.

APRECIAÇÃO

O crescimento de valor em qualquer instrumento.

ARBITRAGEM

A compra ou venda de um instrumento e a tomada simultânea de uma posição igual e oposta num mercado relacionado, com o fim de aproveitar um diferencial de preço do instrumento entre os mercados.

ASK

O preço cotado pelo qual um cliente pode comprar um par de moedas. Também conhecido como "oferta", "preço de compra" ou "taxa de compra".

ATIVO

Ou um saldo positivo ou, no contexto de divisas, o direito de receber uma moeda específica de uma contraparte (corretora) como resultado de um negócio a prazo ou à vista.

AUSSIE

Alcunha para o Dólar Australiano usada pelos traders.

B
BALANÇA DE PAGAMENTOS

Um registo sistemático das transações económicas durante um período determinado para um país.

BANCO CENTRAL

O principal banco regulador de uma nação. Tradicionalmente, a principal responsabilidade é o desenvolvimento e implementação de políticas monetárias.

BANDA

Ou Trading Band, é o intervalo no qual é permitido que uma moeda se mova contra outra, de acordo com as restrições impostas à moeda pelo governo local.

BANDAS DE BOLLINGER

Um indicador técnico que permite aos utilizadores comparar volatilidade e os níveis de preços relativos ao longo de um período de tempo. Consiste em três bandas concebidas para abranger a maior parte da ação de preço de um título. Os preços irão frequentemente encontrar resistência na banda superior e suporte na banda inferior.

BEAR MARKET (MERCADO DE BAIXA)

Um mercado de baixa descreve um mercado que aparenta estar num declínio a longo prazo. Os mercados de baixa tendem a desenvolver-se quando a economia entra numa recessão, o desemprego é elevado e a inflação está a aumentar.

BID

O preço cotado onde um cliente pode vender um par de moedas. Também conhecido como "preço de oferta" ou "taxa de oferta".

BULL MARKET (MERCADO DE ALTA)

Considera-se que um mercado está em alta durante a subida a longo prazo. Os mercados de alta tendem a desenvolver-se quando a economia é forte, a taxa de desemprego é baixa e a inflação se encontra controlada. O estado emocional e psicológico dos investidores também afeta o mercado.

C
CAPITAL DE RISCO

A quantidade de dinheiro que um indivíduo pode arriscar perder e que, caso perca, não afete o seu estilo de vida.

CASH

(Valor no mesmo dia) normalmente refere-se a uma transação de troca contratada para liquidação no dia em que a transação é efetuada. Este termo é utilizado principalmente nos mercados norte-americanos.

CESTA

Um grupo de moedas utilizado normalmente para gerir a taxa de câmbio de uma moeda. No geral, cada moeda na cesta é ponderada para formar a taxa de câmbio.

CHAMADA DE MARGEM

Um trader recebe uma chamada de margem de uma corretora quando o capital na sua conta de negociação de margem desce abaixo do nível necessário para cobrir potenciais perdas.

CONTRATO

Um acordo para comprar ou vendar uma determinada quantia de uma moeda ou opção particular para um período específico de tempo no futuro (ver o contrato de futuros).

CONVERSÃO

O processo no qual um ativo ou passivo denominado numa moeda é trocado por um ativo ou passivo noutra moeda.

CURTO

Entrar "curto" é ter vendido um instrumento sem o ter na realidade e manter uma posição curta com a expectativa de que o preço diminuirá para que possa ser comprada novamente no futuro com lucro.

D
DATA DA NEGOCIAÇÃO

A data na qual uma negociação ocorre.

DATA DE TRANSAÇÃO

A data no qual a negociação ocorre.

DAY TRADER

Especuladores que tomam posições em mercados financeiros que se liquidam antes do fecho do mesmo dia de negociação.

DAY TRADING

Refere-se a abrir e fechar a mesma posição (ou posições) dentro de um dia de negociação.

DEPRECIAÇÃO

Uma queda no valor de uma moeda ou de qualquer instrumento financeiro.

DEPÓSITO DE SEGURANÇA

A quantia de dinheiro necessária para abrir ou manter uma posição. Também conhecida como "margem".

DIA ÚTIL

Um dia em que os bancos no principal centro financeiro de uma moeda estão abertos ao público. Para transações FX, um dia útil apenas ocorre caso o banco (em ambos os centros financeiros) estiver aberto ao público (todos os centros monetários relevantes no caso de uma cruz estão abertos).

DOJI

Uma formação de candlesticks (velas) com um corpo tão pequeno que os preços de abertura e de fecho são iguais. Uma Doji acontece quando a abertura e o fecho para esse dia são iguais ou muito parecidos.

E
ENTRY STOP

Uma instrução à corretora para comprar ou vender um par de moedas quando este se negoceia para além de um preço especificado. Uma ordem de compra está a uma taxa superior à atual taxa do mercado; uma ordem de venda está a uma taxa inferior à atual taxa do mercado. Servem para proteger os lucros dos traders ou para limitar as suas perdas.

EUR

Uma moeda única europeia chamada Euro, que substituiu as moedas nacionais dos países-membros da UE.

F
FOMC

O Comité Federal de Mercado Aberto (Federal Open Market Committee), o comité que estabelece objetivos de fornecimento de dinheiro nos EUA, que tendem a ser implementados através de taxas de juro dos Fundos Federais, etc.

FOREIGN EXCHANGE

A compra ou venda de uma moeda contra a venda ou compra de outra moeda. O trading de forex online envolve transações de câmbio de Forex.

FOREIGN EXCHANGE SWAP

Transação que envolve a troca efetiva de duas moedas (montante real apenas) numa data específica a uma taxa acordada no momento da celebração do contrato (segmento curto), numa data futura a uma taxa acordada no momento da celebração do contrato (segmento longo). Na realidade, isto trata-se da combinação de um negócio a prazo com um negócio à vista.

FOREX

Um termo geralmente utilizado quando se faz referência ao mercado de divisas.

FUNDAMENTAIS

Os fatores macroeconómicos que são aceites como a base de valor relativo de uma moeda, como a inflação, o crescimento, a balança comercial, o défice orçamental e as taxas de juro.

FX

Um termo geralmente utilizado quando se faz referência ao mercado de divisas. Um diminutivo de foreign exchange.

G
GAMA

A distância entre o preço máximo e o preço mínimo para um dado período de tempo. Por exemplo, a gama diária é igual ao valor máximo do dia menos o valor mínimo do mesmo dia.

GESTÃO DE RISCOS

A identificação de riscos potenciais que podem levar a perdas e a mitigação destes riscos, geralmente sob um determinado plano.

GRÁFICO DE LINHAS

Gráficos de preço que unem preços periódicos de um determinado mercado ao longo de um período de tempo que forma uma linha curva no gráfico. Este tipo de gráfico é mais útil com gráficos de sobreposição ou de comparação, que são normalmente utilizados na análise entre mercados.

GRÁFICO DE VELAS (CANDLESTICK)

Uma forma de sistema de gráficos japonês que se tornou popular no Ocidente. Uma linha estreita mostra a gama de preços do dia. Um corpo mais largo marca a área entre a abertura e o fecho. Se o fecho estiver acima da abertura, o corpo é verde ou azul; se o fecho estiver abaixo da abertura, o corpo é vermelho.

H
HEDGING (COBERTURA)

A prática de empreender uma atividade de investimento a fim de se proteger contra perdas noutra atividade, por exemplo, vender a descoberto para anular uma compra anterior, ou comprar a longo prazo para compensar uma venda anterior a descoberto. Embora as coberturas reduzam perdas potenciais, também tendem a reduzir lucros potenciais.

I
INDICADORES PRINCIPAIS

Uma estatística que se considera que precede mudanças nas taxas de crescimento económico e na atividade comercial total, como encomendas de fábricas.

INFLAÇÃO

(IPC – Índice de Preços no Consumidor) Aumento contínuo no nível geral de preços juntamente com uma queda relacionada do poder de compra. Por vezes referido como um movimento excessivo em tais níveis de preço.

K
KIWI

Alcunha para o Dólar da Nova Zelândia usada pelos traders.

L
LIQUIDEZ

O termo liquidez de um mercado ou de um instrumento financeiro descreve quanto ou com que frequência o instrumento financeiro é negociado (comprado ou vendido). Alta liquidez significa que há muitos compradores e vendedores de um instrumento no mercado, enquanto baixa liquidez indica que não há muitos compradores/vendedores com interesse no mesmo instrumento.

LONGO

Uma posição de mercado onde o cliente comprou uma moeda que anteriormente não tinha. Normalmente expressado em termos de moedas-base.

LOONEY

Alcunha para o Dólar Canadiano usada pelos traders.

LOT

A unidade de medida padrão de uma transação. Normalmente, um Lot padrão equivale a 100 000 unidades da moeda-base, 10 000 unidades se for um Lot Mini, 1 000 unidades se for um Lot Micro.

M
MARGEM

A quantidade de dinheiro ou garantia que deve ser, em primeira instância, fornecido ou, posteriormente, mantido, para ter uma garantia sobre perdas em contratos abertos. O montante inicial deve ser colocado antes de se iniciar uma transação.

MARGEM INICIAL

O depósito inicial exigido para entrar numa posição como garantia de desempenho futuro.

MERCADO SOFT

Mais potenciais vendedores do que compradores, o que cria um ambiente onde é provável que ocorram quedas rápidas de preço.

MERCADO THIN

Um mercado no qual o volume de venda é baixo e em que, consequentemente, os preços de compra e de venda são amplos e a liquidez do instrumento negociado é baixa.

MOEDA BASE

Para divisas, a moeda base refere-se à primeira moeda num par de moedas. Por exemplo, no par EUR/USD, a moeda base é o EUR.

MOEDA CONVERSÍVEL

Uma moeda que pode ser livremente trocada por outras moedas ou ouro sem autorizações especiais do banco central apropriado.

MOEDA DE COTAÇÃO

A segunda moeda num par de moedas tem o nome de moeda de cotação. Por exemplo, no par USD/CHF, o Franco Suíço é a moeda de cotação. Também pode ser chamada de moeda secundária ou moeda do contador.

MOEDA FORTE

Qualquer uma das principais moedas que se negocie bem e que seja facilmente convertida em outras moedas.

N
O
OFERTA

O preço, ou taxa, que um vendedor está disposto a vender, é também o melhor preço disponível para um trader comprar.

OFF-QUOTE

Pode ocorrer devido à falta de liquidez no mercado. Outra razão pode ser um erro técnico que precise de ser investigado pela corretora.

ORDEM DE MERCADO

Uma ordem para comprar ou vender um título ao preço prevalecente no mercado.

OVER THE COUNTER (OTC)

Usado para descrever qualquer transação que seja realizada fora de uma corretora.

OVERNIGHT

Um negócio desde o dia atual até ao próximo dia útil.

P
PADRÃO-OURO

O sistema original para suportar o valor da moeda emitida. Quando este era utilizado, o preço do ouro fixou-se em relação à moeda, o que significa que qualquer aumento na oferta de ouro não baixava o preço do ouro, mas levava os preços a aumentar.

PAR DE MOEDAS

As duas moedas que compõem uma taxa de divisas. Por exemplo, EUR/USD é um par de moedas.

PEGGED (INDEXADO)

Um sistema onde uma moeda se move em linha com outra moeda. Alguns pegs são estritos, enquanto outros têm bandas de movimento.

PIP

O termo usado no mercado de divisas para representar o movimento incremental mais pequeno que uma taxa de câmbio pode fazer. Dependendo do contexto, normalmente é de um ponto base (0.0001 no caso dos pares EUR/USD, GBD/USD, USD/CHF e .01 no caso do par USD/JPY).

POSIÇÃO

O total líquido dos compromissos em dada moeda. Uma posição pode ser plana ou quadrada (sem exposição), longa (mais compra da moeda do que venda) ou curta (mais venda da moeda do que compra).

POSIÇÃO ABERTA

Qualquer negócio que não tenha sido liquidado por pagamento físico ou revertido por um acordo igual e oposto para a mesma data de valor.

PRAZO

A data de maturidade do contrato, quando a troca de moedas é efetuada. Esta data é mais conhecida como a data de valor nos mercados cambiais ou monetários.

PREÇO/TAXA

O preço de uma moeda em termos de outra.

PRODUTO INTERNO BRUTO

Valor total da produção, receitas ou despesas de um país produzido dentro das fronteiras físicas do país.

PRODUTO NACIONAL BRUTO

Produto interno bruto mais rendimentos de fatores provenientes do estrangeiro – rendimentos obtidos em investimentos ou trabalho no estrangeiro.

R
RALLY

Uma recuperação no preço após um período de declínio.

RESERVA FEDERAL (FED)

O Banco Central dos Estados Unidos.

RESISTÊNCIA

Um nível de preço onde se espera que a venda tenha lugar.

ROLLOVER

Quando a liquidação de um acordo se transfere para outra data de valor com base no diferencial das taxas de juro das duas moedas. A troca é também chamada de Tomorrow Next, Tom-Next ou T/N.

S
SINAL DE COMPRA

Uma condição que indica uma boa altura para comprar um instrumento. As circunstâncias exatas do sinal serão determinadas pelo indicador que um analista estiver a usar.

SLIPPAGE

Refere-se ao valor do pip positivo/negativo (a apreciar/depreciar) entre onde uma ordem take profit/stop loss se torna uma ordem de mercado e onde essa ordem de mercado se pode preencher.

SPIKE (PICO)

Um movimento repentino no preço (crescente ou decrescente) que acontece num curto espaço de tempo.

SPREAD

A diferença entre o preço de compra e de venda.

SPREAD DE BID/ASK

A diferença em pips entre o preço de venda (“bid”) e o preço de compra (“ask”).

STERLING

Libra britânica (esterlina), também conhecida como cable.

SUPORTE

Um nível de preço no qual existe uma expectativa de compra. Uma quebra no suporte pode levar a preços mais baixos. Ver resistência.

SWAP

A diferença nas taxas de juro dos Bancos Centrais para cada moeda mais a comissão da corretora quando as posições são levadas avante durante a noite. O swap pode ser positivo ou negativo, dependendo das taxas de juro; é também chamado de rollover. O swap depende do instrumento, se é uma posição longa ou curta e pode tanto pagar ou receber.

SWISSY

Alcunha para o Franco Suíço usada pelos traders.

T
TAXA BANCÁRIA

A taxa à qual um banco central está preparado para emprestar dinheiro ao seu sistema bancário nacional.

TAXA CENTRAL

Taxas de câmbio em relação a ECU adotadas para cada moeda dentro do EMS. As moedas têm movimentos limitados a partir da taxa central, de acordo com a banda relevante.

TAXA CRUZADA

Uma taxa de câmbio entre duas moedas, geralmente construída a partir das taxas de câmbio individuais das duas moedas, medidas em relação ao USD.

TAXA DE MOBILIZAÇÃO

A taxa de juro interbancária da noite para o dia.

TAXA DOS FUNDOS FEDERAIS

A taxa de juro à que os bancos registados podem receber empréstimos da Reserva Federal (FED). Isto também indica a opinião da FED sobre o estado da oferta monetária.

TENDÊNCIA

Refere-se à direção dos preços. Os picos e vales ascendentes constituem uma tendência de alta; os picos e vales descendentes constituem uma tendência de baixa. Uma gama de trading é caraterizada por picos e vales horizontais. As tendências são geralmente classificadas em: grandes (mais de um ano), intermédias (um a seis meses), ou pequenas (menos de um mês).

TICK

Uma mudança mínima no preço, para cima ou para baixo.

TRAILING STOP

Um nível de stop-loss definido acima ou abaixo do preço atual que se ajusta à medida que o preço flutua.

TRANSAÇÃO

A compra ou venda de moedas resultante da execução de uma ordem.

U
UPTICK

Uma transação executada a um preço superior ao da transação anterior.

V
VENCIMENTO

O último dia em que uma opção pode ser exercida.

VOLATILIDADE

Uma medida estatística dos movimentos de preço de um mercado ou título com o passar do tempo, calculada usando o desvio padrão. Associado com a alta volatilidade está um nível de risco elevado.

Glossário

A
AJUSTE

É normalmente uma ação oficial para mudar as políticas económicas internas para corrigir um desequilíbrio de pagamento ou a taxa de câmbio oficial.

ALAVANCAGEM

O uso de uma margem para negociar com uma base de capital maior. A alavancagem é uma faca de dois gumes, claro, uma vez que pode aumentar significativamente os seus ganhos, mas também as suas perdas.

ANÁLISE FUNDAMENTAL

Análise minuciosa dos dados económicos e políticos com o objetivo de determinar futuros movimentos num mercado financeiro.

ANÁLISE TÉCNICA

Um esforço para prever a atividade futura do mercado através da análise de dados como gráficos, tendências de preço e volume.

APRECIAÇÃO

O crescimento de valor em qualquer instrumento.

ARBITRAGEM

A compra ou venda de um instrumento e a tomada simultânea de uma posição igual e oposta num mercado relacionado, com o fim de aproveitar um diferencial de preço do instrumento entre os mercados.

ASK

O preço cotado pelo qual um cliente pode comprar um par de moedas. Também conhecido como "oferta", "preço de compra" ou "taxa de compra".

ATIVO

Ou um saldo positivo ou, no contexto de divisas, o direito de receber uma moeda específica de uma contraparte (corretora) como resultado de um negócio a prazo ou à vista.

AUSSIE

Alcunha para o Dólar Australiano usada pelos traders.

B
BALANÇA DE PAGAMENTOS

Um registo sistemático das transações económicas durante um período determinado para um país.

BANCO CENTRAL

O principal banco regulador de uma nação. Tradicionalmente, a principal responsabilidade é o desenvolvimento e implementação de políticas monetárias.

BANDA

Ou Trading Band, é o intervalo no qual é permitido que uma moeda se mova contra outra, de acordo com as restrições impostas à moeda pelo governo local.

BANDAS DE BOLLINGER

Um indicador técnico que permite aos utilizadores comparar volatilidade e os níveis de preços relativos ao longo de um período de tempo. Consiste em três bandas concebidas para abranger a maior parte da ação de preço de um título. Os preços irão frequentemente encontrar resistência na banda superior e suporte na banda inferior.

BEAR MARKET (MERCADO DE BAIXA)

Um mercado de baixa descreve um mercado que aparenta estar num declínio a longo prazo. Os mercados de baixa tendem a desenvolver-se quando a economia entra numa recessão, o desemprego é elevado e a inflação está a aumentar.

BID

O preço cotado onde um cliente pode vender um par de moedas. Também conhecido como "preço de oferta" ou "taxa de oferta".

BULL MARKET (MERCADO DE ALTA)

Considera-se que um mercado está em alta durante a subida a longo prazo. Os mercados de alta tendem a desenvolver-se quando a economia é forte, a taxa de desemprego é baixa e a inflação se encontra controlada. O estado emocional e psicológico dos investidores também afeta o mercado.

C
CAPITAL DE RISCO

A quantidade de dinheiro que um indivíduo pode arriscar perder e que, caso perca, não afete o seu estilo de vida.

CASH

(Valor no mesmo dia) normalmente refere-se a uma transação de troca contratada para liquidação no dia em que a transação é efetuada. Este termo é utilizado principalmente nos mercados norte-americanos.

CESTA

Um grupo de moedas utilizado normalmente para gerir a taxa de câmbio de uma moeda. No geral, cada moeda na cesta é ponderada para formar a taxa de câmbio.

CHAMADA DE MARGEM

Um trader recebe uma chamada de margem de uma corretora quando o capital na sua conta de negociação de margem desce abaixo do nível necessário para cobrir potenciais perdas.

CONTRATO

Um acordo para comprar ou vendar uma determinada quantia de uma moeda ou opção particular para um período específico de tempo no futuro (ver o contrato de futuros).

CONVERSÃO

O processo no qual um ativo ou passivo denominado numa moeda é trocado por um ativo ou passivo noutra moeda.

CURTO

Entrar "curto" é ter vendido um instrumento sem o ter na realidade e manter uma posição curta com a expectativa de que o preço diminuirá para que possa ser comprada novamente no futuro com lucro.

D
DATA DA NEGOCIAÇÃO

A data na qual uma negociação ocorre.

DATA DE TRANSAÇÃO

A data no qual a negociação ocorre.

DAY TRADER

Especuladores que tomam posições em mercados financeiros que se liquidam antes do fecho do mesmo dia de negociação.

DAY TRADING

Refere-se a abrir e fechar a mesma posição (ou posições) dentro de um dia de negociação.

DEPRECIAÇÃO

Uma queda no valor de uma moeda ou de qualquer instrumento financeiro.

DEPÓSITO DE SEGURANÇA

A quantia de dinheiro necessária para abrir ou manter uma posição. Também conhecida como "margem".

DIA ÚTIL

Um dia em que os bancos no principal centro financeiro de uma moeda estão abertos ao público. Para transações FX, um dia útil apenas ocorre caso o banco (em ambos os centros financeiros) estiver aberto ao público (todos os centros monetários relevantes no caso de uma cruz estão abertos).

DOJI

Uma formação de candlesticks (velas) com um corpo tão pequeno que os preços de abertura e de fecho são iguais. Uma Doji acontece quando a abertura e o fecho para esse dia são iguais ou muito parecidos.

E
ENTRY STOP

Uma instrução à corretora para comprar ou vender um par de moedas quando este se negoceia para além de um preço especificado. Uma ordem de compra está a uma taxa superior à atual taxa do mercado; uma ordem de venda está a uma taxa inferior à atual taxa do mercado. Servem para proteger os lucros dos traders ou para limitar as suas perdas.

EUR

Uma moeda única europeia chamada Euro, que substituiu as moedas nacionais dos países-membros da UE.

F
FOMC

O Comité Federal de Mercado Aberto (Federal Open Market Committee), o comité que estabelece objetivos de fornecimento de dinheiro nos EUA, que tendem a ser implementados através de taxas de juro dos Fundos Federais, etc.

FOREIGN EXCHANGE

A compra ou venda de uma moeda contra a venda ou compra de outra moeda. O trading de forex online envolve transações de câmbio de Forex.

FOREIGN EXCHANGE SWAP

Transação que envolve a troca efetiva de duas moedas (montante real apenas) numa data específica a uma taxa acordada no momento da celebração do contrato (segmento curto), numa data futura a uma taxa acordada no momento da celebração do contrato (segmento longo). Na realidade, isto trata-se da combinação de um negócio a prazo com um negócio à vista.

FOREX

Um termo geralmente utilizado quando se faz referência ao mercado de divisas.

FUNDAMENTAIS

Os fatores macroeconómicos que são aceites como a base de valor relativo de uma moeda, como a inflação, o crescimento, a balança comercial, o défice orçamental e as taxas de juro.

FX

Um termo geralmente utilizado quando se faz referência ao mercado de divisas. Um diminutivo de foreign exchange.

G
GAMA

A distância entre o preço máximo e o preço mínimo para um dado período de tempo. Por exemplo, a gama diária é igual ao valor máximo do dia menos o valor mínimo do mesmo dia.

GESTÃO DE RISCOS

A identificação de riscos potenciais que podem levar a perdas e a mitigação destes riscos, geralmente sob um determinado plano.

GRÁFICO DE LINHAS

Gráficos de preço que unem preços periódicos de um determinado mercado ao longo de um período de tempo que forma uma linha curva no gráfico. Este tipo de gráfico é mais útil com gráficos de sobreposição ou de comparação, que são normalmente utilizados na análise entre mercados.

GRÁFICO DE VELAS (CANDLESTICK)

Uma forma de sistema de gráficos japonês que se tornou popular no Ocidente. Uma linha estreita mostra a gama de preços do dia. Um corpo mais largo marca a área entre a abertura e o fecho. Se o fecho estiver acima da abertura, o corpo é verde ou azul; se o fecho estiver abaixo da abertura, o corpo é vermelho.

H
HEDGING (COBERTURA)

A prática de empreender uma atividade de investimento a fim de se proteger contra perdas noutra atividade, por exemplo, vender a descoberto para anular uma compra anterior, ou comprar a longo prazo para compensar uma venda anterior a descoberto. Embora as coberturas reduzam perdas potenciais, também tendem a reduzir lucros potenciais.

I
INDICADORES PRINCIPAIS

Uma estatística que se considera que precede mudanças nas taxas de crescimento económico e na atividade comercial total, como encomendas de fábricas.

INFLAÇÃO

(IPC – Índice de Preços no Consumidor) Aumento contínuo no nível geral de preços juntamente com uma queda relacionada do poder de compra. Por vezes referido como um movimento excessivo em tais níveis de preço.

K
KIWI

Alcunha para o Dólar da Nova Zelândia usada pelos traders.

L
LIQUIDEZ

O termo liquidez de um mercado ou de um instrumento financeiro descreve quanto ou com que frequência o instrumento financeiro é negociado (comprado ou vendido). Alta liquidez significa que há muitos compradores e vendedores de um instrumento no mercado, enquanto baixa liquidez indica que não há muitos compradores/vendedores com interesse no mesmo instrumento.

LONGO

Uma posição de mercado onde o cliente comprou uma moeda que anteriormente não tinha. Normalmente expressado em termos de moedas-base.

LOONEY

Alcunha para o Dólar Canadiano usada pelos traders.

LOT

A unidade de medida padrão de uma transação. Normalmente, um Lot padrão equivale a 100 000 unidades da moeda-base, 10 000 unidades se for um Lot Mini, 1 000 unidades se for um Lot Micro.

M
MARGEM

A quantidade de dinheiro ou garantia que deve ser, em primeira instância, fornecido ou, posteriormente, mantido, para ter uma garantia sobre perdas em contratos abertos. O montante inicial deve ser colocado antes de se iniciar uma transação.

MARGEM INICIAL

O depósito inicial exigido para entrar numa posição como garantia de desempenho futuro.

MERCADO SOFT

Mais potenciais vendedores do que compradores, o que cria um ambiente onde é provável que ocorram quedas rápidas de preço.

MERCADO THIN

Um mercado no qual o volume de venda é baixo e em que, consequentemente, os preços de compra e de venda são amplos e a liquidez do instrumento negociado é baixa.

MOEDA BASE

Para divisas, a moeda base refere-se à primeira moeda num par de moedas. Por exemplo, no par EUR/USD, a moeda base é o EUR.

MOEDA CONVERSÍVEL

Uma moeda que pode ser livremente trocada por outras moedas ou ouro sem autorizações especiais do banco central apropriado.

MOEDA DE COTAÇÃO

A segunda moeda num par de moedas tem o nome de moeda de cotação. Por exemplo, no par USD/CHF, o Franco Suíço é a moeda de cotação. Também pode ser chamada de moeda secundária ou moeda do contador.

MOEDA FORTE

Qualquer uma das principais moedas que se negocie bem e que seja facilmente convertida em outras moedas.

N
O
OFERTA

O preço, ou taxa, que um vendedor está disposto a vender, é também o melhor preço disponível para um trader comprar.

OFF-QUOTE

Pode ocorrer devido à falta de liquidez no mercado. Outra razão pode ser um erro técnico que precise de ser investigado pela corretora.

ORDEM DE MERCADO

Uma ordem para comprar ou vender um título ao preço prevalecente no mercado.

OVER THE COUNTER (OTC)

Usado para descrever qualquer transação que seja realizada fora de uma corretora.

OVERNIGHT

Um negócio desde o dia atual até ao próximo dia útil.

P
PADRÃO-OURO

O sistema original para suportar o valor da moeda emitida. Quando este era utilizado, o preço do ouro fixou-se em relação à moeda, o que significa que qualquer aumento na oferta de ouro não baixava o preço do ouro, mas levava os preços a aumentar.

PAR DE MOEDAS

As duas moedas que compõem uma taxa de divisas. Por exemplo, EUR/USD é um par de moedas.

PEGGED (INDEXADO)

Um sistema onde uma moeda se move em linha com outra moeda. Alguns pegs são estritos, enquanto outros têm bandas de movimento.

PIP

O termo usado no mercado de divisas para representar o movimento incremental mais pequeno que uma taxa de câmbio pode fazer. Dependendo do contexto, normalmente é de um ponto base (0.0001 no caso dos pares EUR/USD, GBD/USD, USD/CHF e .01 no caso do par USD/JPY).

POSIÇÃO

O total líquido dos compromissos em dada moeda. Uma posição pode ser plana ou quadrada (sem exposição), longa (mais compra da moeda do que venda) ou curta (mais venda da moeda do que compra).

POSIÇÃO ABERTA

Qualquer negócio que não tenha sido liquidado por pagamento físico ou revertido por um acordo igual e oposto para a mesma data de valor.

PRAZO

A data de maturidade do contrato, quando a troca de moedas é efetuada. Esta data é mais conhecida como a data de valor nos mercados cambiais ou monetários.

PREÇO/TAXA

O preço de uma moeda em termos de outra.

PRODUTO INTERNO BRUTO

Valor total da produção, receitas ou despesas de um país produzido dentro das fronteiras físicas do país.

PRODUTO NACIONAL BRUTO

Produto interno bruto mais rendimentos de fatores provenientes do estrangeiro – rendimentos obtidos em investimentos ou trabalho no estrangeiro.

R
RALLY

Uma recuperação no preço após um período de declínio.

RESERVA FEDERAL (FED)

O Banco Central dos Estados Unidos.

RESISTÊNCIA

Um nível de preço onde se espera que a venda tenha lugar.

ROLLOVER

Quando a liquidação de um acordo se transfere para outra data de valor com base no diferencial das taxas de juro das duas moedas. A troca é também chamada de Tomorrow Next, Tom-Next ou T/N.

S
SINAL DE COMPRA

Uma condição que indica uma boa altura para comprar um instrumento. As circunstâncias exatas do sinal serão determinadas pelo indicador que um analista estiver a usar.

SLIPPAGE

Refere-se ao valor do pip positivo/negativo (a apreciar/depreciar) entre onde uma ordem take profit/stop loss se torna uma ordem de mercado e onde essa ordem de mercado se pode preencher.

SPIKE (PICO)

Um movimento repentino no preço (crescente ou decrescente) que acontece num curto espaço de tempo.

SPREAD

A diferença entre o preço de compra e de venda.

SPREAD DE BID/ASK

A diferença em pips entre o preço de venda (“bid”) e o preço de compra (“ask”).

STERLING

Libra britânica (esterlina), também conhecida como cable.

SUPORTE

Um nível de preço no qual existe uma expectativa de compra. Uma quebra no suporte pode levar a preços mais baixos. Ver resistência.

SWAP

A diferença nas taxas de juro dos Bancos Centrais para cada moeda mais a comissão da corretora quando as posições são levadas avante durante a noite. O swap pode ser positivo ou negativo, dependendo das taxas de juro; é também chamado de rollover. O swap depende do instrumento, se é uma posição longa ou curta e pode tanto pagar ou receber.

SWISSY

Alcunha para o Franco Suíço usada pelos traders.

T
TAXA BANCÁRIA

A taxa à qual um banco central está preparado para emprestar dinheiro ao seu sistema bancário nacional.

TAXA CENTRAL

Taxas de câmbio em relação a ECU adotadas para cada moeda dentro do EMS. As moedas têm movimentos limitados a partir da taxa central, de acordo com a banda relevante.

TAXA CRUZADA

Uma taxa de câmbio entre duas moedas, geralmente construída a partir das taxas de câmbio individuais das duas moedas, medidas em relação ao USD.

TAXA DE MOBILIZAÇÃO

A taxa de juro interbancária da noite para o dia.

TAXA DOS FUNDOS FEDERAIS

A taxa de juro à que os bancos registados podem receber empréstimos da Reserva Federal (FED). Isto também indica a opinião da FED sobre o estado da oferta monetária.

TENDÊNCIA

Refere-se à direção dos preços. Os picos e vales ascendentes constituem uma tendência de alta; os picos e vales descendentes constituem uma tendência de baixa. Uma gama de trading é caraterizada por picos e vales horizontais. As tendências são geralmente classificadas em: grandes (mais de um ano), intermédias (um a seis meses), ou pequenas (menos de um mês).

TICK

Uma mudança mínima no preço, para cima ou para baixo.

TRAILING STOP

Um nível de stop-loss definido acima ou abaixo do preço atual que se ajusta à medida que o preço flutua.

TRANSAÇÃO

A compra ou venda de moedas resultante da execução de uma ordem.

U
UPTICK

Uma transação executada a um preço superior ao da transação anterior.

V
VENCIMENTO

O último dia em que uma opção pode ser exercida.

VOLATILIDADE

Uma medida estatística dos movimentos de preço de um mercado ou título com o passar do tempo, calculada usando o desvio padrão. Associado com a alta volatilidade está um nível de risco elevado.

Perguntas e Respostas

O que devo fazer se a minha plataforma não funcionar?
No caso improvável da plataforma não funcionar corretamente, por favor siga estes passos:
• Verifique a sua ligação à Internet
• Limpe dados de navegação, como o cache e os cookies
• Certifique-se que continua com a sessão iniciada na sua conta de trading. Caso continue a ter dificuldade em utilizar a plataforma, por favor envie-nos um e-mail para [email protected]

Informação dos Ativos

MONITORIZAR E COMERCIALIZAR ATIVOS NO ÍNDICE FTSE 100
Ao tentar começar a negociar online, deseja uma plataforma que seja amigável para iniciantes, bem como para traders profissionais, a maneira mais conveniente de se envolver no trading de ativos para iniciantes, bem como para traders de ações veteranos. InvestFW é a…
Ler mais